O bebê de 3 meses

Estamos chegando a mais uma fase muito gostosa na vida do seu bebê. Agora, no terceiro mês, ele já não é tão pequenininho e fechado em seu mundo e começa a observar melhor o que acontece à sua volta, registrando algumas memórias de imagens, sons e palavras.

O bebê de 3 meses

Seus olhos estão mais atentos e “vivos”. A mamãe continua sendo seu foco principal, mas ele já observa e reconhece pessoas próximas, abre um sorriso quando elas se aproximam e corresponde a seus estímulos.

Porém, ainda depende muito dos adultos, especialmente do papai e da mamãe, para experimentar e vivenciar emoções e suprir suas necessidades, tanto físicas quanto afetivas.

Veja neste artigo as mudanças que você deve esperar do seu bebê nos próximos 30 dias.

O peso do seu bebê de 3 meses

Nessa fase, seu bebê já ganhou cerca de 30% a mais do peso que tinha ao nascer e cresceu cerca de 20%.

A partir dessa idade, o ganho de peso mensal será menor, sendo isso perfeitamente normal. O que não pode acontecer é ele perder peso.

  Estatura Peso Perímetro Cefálico
Menino 60 a 63 cm 5,8 a 7 kg 40 cm a 43,5 cm
Menina 60 a 61 cm 5,5 a 6,5 kg 40 cm a 42 cm

A alimentação do seu bebê de 3 meses

Nada de novo no “front”. Aos três meses, o único alimento que seu bebê ingere é o leite materno. Nem mesmo a água é necessária. Ainda não é hora de dar alimentos sólidos, pois seu aparelho digestivo ainda está em formação.

Isso só vai começar a acontecer a partir do sexto mês, portanto, nada de apressar a natureza.

Além de fonte de alimentação, a hora de mamar é um dos momentos de maior prazer do bebê, pois é quando ele sente a proximidade e o calor do corpo da mãe. Com a amamentação já consolidada, seu leite jorra com mais facilidade. Por isso, o bebê suga melhor e se sente saciado mais rapidamente. Dessa forma, ele pode diminuir a quantidade de mamadas, o que é perfeitamente normal. Portanto, não se preocupe com “quantas vezes ele mama” e sim, se ele ganha peso e evolui normalmente. O mesmo vale se você estiver oferecendo leite em pó ou de soja, por exemplo.

O soninho do seu bebê de 3 meses

Preste atenção na qualidade de seu sono. Nessa fase, a criança está mais ativa, o que significa que passa mais tempo acordada. Procure criar um ambiente calmo e silencioso para ela ao anoitecer, para que não fique muito agitada e demore a pegar no sono.

Mesmo que seu bebê durma menos durante o dia, o soninho da noite é sagrado, para ele e para você.

Ele acorda muito durante a noite?

Saiba que, nessa fase, ele está mamando melhor, portanto, se ele mantém peso, não há motivos para se alarmar. Muito provavelmente ele acorda porque gosta e precisa de sua atenção, e sugar o seio é algo prazeroso nessa idade. Dê-lhe o carinho que precisa e depois conduza-o de volta a seu berço.

A saúde do seu bebê de 3 meses

Como todo mês, você levará o seu bebê para a consulta ao pediatra, para pesá-lo, avaliar suas condições de saúde e seu desenvolvimento. Aproveite para tirar todas as dúvidas com o médico.

Nessa idade, ele deverá receber a 1ª dose da vacina Meningocócica (contra a meningite). A segunda dose será aplicada apenas no quinto mês.

O desenvolvimento do seu bebê de 3 meses

Esta é uma fase de muitas descobertas e mudanças. O bebê já reconhece a mãe, por pelo menos três sentidos: o cheiro, o som da voz e a visão, por isso sorri e se agita feliz quando ela se aproxima.

Ele está mais ativo e curioso e começa a dar trabalho por não poder ficar sozinho por muito tempo. Fique atenta, porque ele já se vira para os lados e explora tudo que estiver ao alcance da mão.

Lembre-se de que esse é um momento muito importante para a segurança emocional de seu bebê. Os cuidados e atenção que ele recebe hoje farão toda a diferença em seu desenvolvimento físico e mental.

Comportamento

  • Já manifesta prazer ou desagrado, por meio de sons, sorriso, choro e movimentos de pernas e braços.
  • Sorri, mexe os bracinhos e pernas quando vê a mamãe ou o papai.
  • Já elegeu algumas pessoas como favoritas.
  • Suas glândulas lacrimais funcionam normalmente. Agora seu chorinho tem lágrimas!

Visão

  • Enxerga cada vez melhor e já descobriu que a mamãe não é parte dele e sim alguém muito especial. O primeiro “outro” da vida do seu bebê é você.
  • Sente mais curiosidade com o que acontece à sua volta.
  • Seu olhar está mais direcionado.
  • Segue objetos e pessoas com os olhos.

Tato/movimentos

  • Abre e fecha as mãos.
  • Começa a realizar movimentos intencionais para alcançar ou tocar objetos.
  • Segura objetos leves.
  • Toca o rosto da mãe.
  • Vira-se para o lado intencionalmente.
  • Ergue a cabecinha por alguns segundos ao ser colocado de bruços.

Audição e fala

  • Está atento aos ruídos e para de se mexer ao ouvir algum som.
  • Tenta se comunicar do seu jeito, emitindo sons para manifestar sentimentos e pedir atenção.
  • “Conversa”, mesmo quando sozinho.
  • Leva à boquinha tudo que estiver ao alcance de sua mão. A boca é seu instrumento de exploração: é com ela e a língua que sente sabores e texturas. Essa fase oral vai durar até depois de um ano de idade.

Como estimular o desenvolvimento físico e motor do seu bebê:

Você pode ajudar o seu bebê a desenvolver o máximo que puder nessa fase. Para isso, temos algumas dicas de interação com ele.

  • Para fortalecer e estimular seus movimentos, flexione e estique suas perninhas e braços. Converse com ele enquanto faz esses movimentos.
  • Segure-o pelo tórax e mantenha-o de pé (em uma superfície firme) incentivando-o a mexer as perninhas.
  • Deite-o de bruços e perceba se ele se apoia nos bracinhos para erguer a cabeça e observar o ambiente. Estimule-o a pegar ou trocar um objeto próximo. Perceba que ele vai mexer as perninhas como se estivesse “nadando”.
  • Brincadeiras de se esconder de suas vistas e aparecer são muito bem-vindas. A criança aprende que sair de seu campo de visão não é deixar de existir.

A hora de voltar ao trabalho

É provável que, no próximo mês, você já esteja voltando ao trabalho, por isso, procure fazer essa transição aos poucos.

Comece a providenciar tudo agora: uma creche (pública ou particular), uma babá, ou uma pessoa de confiança para ficar com seu bebê durante sua ausência.

Prepare o seu bebê

Para que ele se acostume com o seu afastamento, comece a sair por algumas horas nos próximos dias. Aproveite para ir ao salão de beleza ou academia. Ele precisa se adaptar a ficar longe de você e aceitar os cuidados de outra pessoa para que, quando você voltar ao trabalho, já esteja mais “independente”.

Mas, acredite: estar em contato com outras pessoas em outros ambientes faz muito bem ao seu desenvolvimento.