O bebê de 6 meses

O seu bebê completou meio ano de vida! A partir dessa idade, o bebê enxerga e ouve tão bem quanto os adultos. Eles já sabem como rolar e isso exige atenção extra dos pais.

O bebê de 6 meses

Crescimento

Nessa idade, o bebê reconhece os diferentes tons de voz da mãe, chora quando se sente desconfortável e gargalha quando se sente feliz.

O bebê, quando completa seis meses de vida, pode pesar, em média, de 7 a 9 quilos e medir entre 65 e 67 centímetros. Essas medidas podem variar com o sexo do bebê.

Faz-se importante mencionar que o bebê nessa idade controla mais a parte superior do seu corpo, pega os objetos com a mão e leva-os à boca. Diante disso, torna-se essencial que nenhum objeto pequeno seja deixado ao alcance do bebê, bem como brinquedos que podem ser desmontados. A boca é o principal meio de exploração e conhecimento do neném nessa fase.

Alimentação

A partir dessa idade, o leite materno e/ou artificial pode ser acompanhado de outros alimentos. Geralmente, a inserção começa pela fruta, depois as verduras e, gradativamente, os cereais e a sopa.

O essencial é que cada novo alimento seja inserido gradualmente. Com isso, além de o bebê se acostumar aos novos sabores, será possível identificar mais facilmente caso desencadeie alguma relação alérgica.

Sono

Essa é uma boa idade para o bebê dormir em seu próprio quarto, caso seja esse o desejo dos pais. Sabe-se que essa mudança pode ser um pouco difícil no início. É preciso ir ao quarto do neném quando ele acorda à noite e/ou quando exige a presença, seja por qual razão for. Contudo, essa mudança também trará mais intimidade para os pais e liberdade de movimentos para o bebê.

Bem-estar

Com essa idade, o bebê consegue passar da posição deitada para uma posição de lado. Isso pode trazer espanto e alegria para todos aqueles que presenciam e acompanham esses movimentos.

Explorando as mãos

Com seis meses, o controle do bebê já é forte o suficiente para puxar um objeto na sua direção. Depois que ele aprender a pegar um brinquedo e/ou um alimento, ele começará a passá-lo de uma mão para outra.

Ainda nessa perspectiva, ele descobrirá que deixar cair alguma coisa pode ser tão interessante quanto arremessar. Sendo assim, ele começará a entender o conceito de causa e efeito. O mundo dele ficará mais interessante e, o dos pais, mais bagunçado.

Desenvolvimento

Grande parte dos nenéns já consegue rolar nos dois sentidos. Embora seja uma prática divertida para os bebês e sublime para os pais, esse movimento exige uma atenção extra dos responsáveis.

Nesse sentido, procure manter os olhos atentos ao bebê ao trocar as fraldas, por exemplo. Nunca o deixe sozinho em uma cama ou um lugar mais alto. Para facilitar, você pode usar um trocador.

Emoções

Aos seis meses, os bebês gostam de atenção e, na maioria das vezes, esforçam-se para obtê-la. Além disso, será possível notar uma ansiedade quando estiverem na presença de estranhos. Contudo, a socialização é importante e requer muita atenção. Qualquer pessoa que se aproximar do neném com uma expressão divertida conquistará na mesma hora sua amizade.

O bebê aprende que o comportamento, seja bom ou ruim, atrai a sua atenção. Diante disso, ele começa a usar algumas artimanhas, além do choro, para obter a sua atenção. Isso pode incluir movimentos com os braços e gritos.

Os sentidos

O bebê usa todos os sentidos para explorar e aprender sobre o mundo. Portanto, certifique-se de manter ao redor do bebê objetos seguros que ele possa colocar na boca.

Um dos mais indicados é uma bola macia de plástico, que poderá ser de diferentes texturas. Além disso, poderá fazer algum barulho quando manuseada.

Entretenimento

A leitura em voz alta passa a ter mais impacto aos seis meses de idade, visto que as cores vivas conseguem atrair a atenção do bebê mais facilmente.

Vale destacar que, em qualquer idade, a leitura representa um momento de aconchego e intimidade entre pais e filhos.

Caso o seu bebê não consiga prestar atenção à história, tampouco se aquiete no seu colo, não se preocupe. Cada neném tem um comportamento e é papel dos pais compreender isso e respeitar o ritmo do bebê.

É sabido que bebês prematuros podem demorar um pouco mais de tempo para fazer algumas coisas. Entretanto, isso não merece preocupação. Atente-se à saúde do seu filho, bem como dar amor, carinho e atenção.

Na hipótese de haver algumas dúvidas, incômodos ou notar algo diferente em seu bebê, procure um pediatra.