29 semanas de gestação

Spread the love

O grande momento – de fato – se aproxima e, dentro de algum tempo, o seu bebê estará em seus braços. E a partir dessa atual fase, no caso a 29ª semana de gestação, é preciso manter os cuidados com a alimentação e dicas orientadas pelo médico. Nesta fase, é normal que as mães fiquem ainda mais ansiosas com a chegada do parto.

Bebê mais pesado

Se na 28ª semana o bebê pesa em torno de 1 quilo aproximadamente, nesta atual semana é bem provável que ele já tenha 1,25 quilo. Não deixa de ser um progresso, não? A mãe, inclusive, pode ganhar, até aqui, de 5 a 10 quilos, desde o início da gravidez. Caso o ganho de peso seja superior, é importante realizar acompanhamento médico quanto a essa questão.

Ele ouve melhor

Na 29ª semana de gravidez, ele já conta com aparelho auditivo mais desenvolvido, então consegue escutar com nitidez sons externos e a voz da mãe. Por isso, se trata de um período em que conversar com a criança e ouvir músicas relaxantes podem ser boas alternativas para fortalecer laços entre mãe e filho.

Já inclina os joelhos

Outra modificação a destacar quanto ao desenvolvimento da criança é o fato de que, nesta fase, já é possível que o bebê incline a cabeça em direção aos joelhos com certa facilidade. Então, naturalmente, a mãe pode perceber um ritmo maior de chutes.  Quando esses movimentos ocorrem, é possível que a cada chute mães e pais tentem identificar os joelhos do bebê, segundo informações publicadas pelo site Parents.

Dor abdominal para as mães

Muitas mães se queixam de dores abdominais nesse período, o que é normal na fase, segundo informações, as quais foram publicadas pelo site American Pregnancy. A fezes podem estar duras e as idas ao banheiro são reduzidas. Para sanar esse caso, há algumas alternativas, como consumir alimentos com mais fibras (cereais, grãos, verduras, dentre outros) e beber muito líquido. E caso deseje fazer uso de remédio, consulte o médico.

Saúde emocional da mãe

Muitas mulheres têm alterações de humor e instabilidade emocional nessa fase tão complexa da vida delas. A ansiedade e preocupação com o parto, bem como os receios em relação às mudanças que se aproximam, podem deixá-las apreensivas.

E em meio a tantas transformações hormonais, é também natural que se sintam mais emotivas. Por isso, é importante que o parceiro e familiares estejam disponíveis para darem todo o suporte emocional e afetividade que as mães necessitam.

Prevenção de estresse pós-parto

E as situações de instabilidade emocional citadas no tópico anterior podem trazer consequências futuras, como o estresse pós-parto. Uma das melhores formas de evitar situações delicadas como essa é manter hábitos de vida saudável e alimentação rica em nutrientes, além de outras medidas.

Manter os laços familiares é também um fator importante, porque a mulher se sente querida e amparada, então as chances de sofrer com estresse pós-parto podem ser reduzidas. Lembrando que os principais sintomas dessa crise são: desânimo acompanhado de estresse, tristeza, insegurança e raiva. Outras questões também devem ser pontuadas, como não se preocupar demais com as mudanças no corpo, que são normais na fase.

Além disso, há outra situação: estar ciente de que, após o nascimento do bebê, será preciso muita dedicação. Isso auxilia a mulher a não superestimar essa fase, pois é preciso uma dose de realismo.

Infelizmente, há mães que superestimam a gravidez a ponto de imaginar que se trata de um “mundo de sonhos e perfeição”. Então, quando a realidade bate à porta, o cenário pode ser desagradável.

Atividades de relaxamento

A melhor alternativa para evitar situações estressantes é relaxar. Para isso, há diversas atividades que podem beneficiar as mães. Podemos citar um exemplo bem eficaz para a saúde e mente: a meditação. Quem medita com frequência consegue combater o estresse e ansiedade na gravidez, além de trazer mais disposição para a mãe. Também é importante citar outro benefício: essa energia positiva contagia o bebê.

E após meditar, que tal se encontrar com as amigas? Desde que o encontro seja proveitoso e repleto de alegria, essa interação social pode ser benéfica para as mães. Aproveite esse momento para rir e se divertir ao lado de pessoas especiais.

Hidroginástica e outras atividades

Muitas pessoas já sabem dos benefícios da hidroginástica, uma atividade que fortalece os músculos. Algumas pesquisas até sugerem que a hidroginástica alivia as dores do parto, segundo informações publicadas pelo site Baby Center.

E será que a caminhada é recomendável? Desde que seja uma atividade de impacto moderado, pode ajudar e muito. O ideal é caminhar três vezes por semana de 20 a 30 minutos.

Mas antes de optar por quaisquer dessas atividades citadas, não custa lembrar: procure a opinião do médico que poderá verificar se as atividades podem ser realizadas. Seguindo todas essas dicas, certamente você conseguirá enfrentar uma gravidez com menos desafios pela frente.