5 semanas de gestação

Spread the love

Apesar dos primeiros sinais da gravidez começarem a aparecer na quarta semana da gestação, muitas mulheres só descobrem que estão de fato grávidas na quinta semana.

Na quinta semana, o período menstrual já apresenta atraso de uma semana inteira, o que, em mulheres que têm ciclos regulares, já é forte indicativo da gravidez.

Mesmo que a mulher já tenha notado o atraso da menstruação na quarta semana, o teste “de farmácia” tem grandes chances de apresentar um resultado falso-positivo, pois a quantidade do hormônio da gravidez ainda é pequena.

Desta forma, mesmo que o exame tenha sido negativo na semana anterior, se o atraso se mantiver até a quinta semana, é bom refazê-lo.

Sintomas na quinta semana da gravidez

Já sabemos que é na quarta semana de gravidez que começam a aparecer os primeiros sintomas, mas eles são ainda bastante parecidos com os sintomas da Tensão Pré Menstrual.

Na quinta semana, esses sinais se intensificam:

  • inchaço dos seios (acompanhado normalmente de uma maior sensibilidade à dor);
  • dores de cabeça;
  • dor na região da coluna lombar;
  • cansaço;
  • sonolência.

E outros sintomas, já característicos da gravidez, podem surgir, como:

  • enjoo;
  • vontade de urinar mais frequentemente.

Nidação

Nidação é o processo de fixação do zigoto na parede do útero, assim que ele termina de passar pela trompa, o que ocorre na quarta semana da gestação e por vezes causa sangramento.

Sangramento

O sangramento, que por vezes ocorre durante o processo da nidação, pode ainda se estender pela quinta semana da gestação, o que é absolutamente normal. Enquanto algumas mulheres nem notam que algo está acontecendo, outras podem chegar a sentir cólicas, o que também está dentro da normalidade.

Enjoos

Normalmente, os enjoos característicos do primeiro trimestre da gestação só se iniciam na sexta semana, mas algumas mulheres podem começar a senti-los a partir da quinta semana.

Os enjoos podem ocorrer em qualquer momento do dia, mas para a maior parte das gestantes, concentram-se no período da manhã e vão melhorando conforme a rotina da mulher vai se desenrolando.

Para minimizar os enjoos matinais, recomenda-se não levantar da cama assim que acordar, fazendo as primeiras atividades do dia mais devagar que o habitual.

O bebê na quinta semana da gestação

Na quinta semana da gravidez, o desenvolvimento da placenta e do cordão umbilical já está mais avançado e começa o fornecimento de nutrientes através de tais estruturas.

O tubo neural, formado na quarta semana, já começa a avançar em direção à formação da coluna vertebral e do cérebro.

O bebê é ainda muito pequeno, medindo cerca de três milímetros de comprimento, sendo que agora, com a formação do tubo neural, o embrião se alonga, ficando parecido com um girino.

Os olhos e orelhas já se apresentam em suas formas rudimentares. E o coração começa a bater, ainda de forma descoordenada, pois nem todas as estruturas estão completas.

Como se mede o bebê?

Até a 20ª semana da gestação, o bebê é medido desde o topo da cabeça até o fim da estrutura que dará origem à coluna vertebral.

Quando procurar o médico

Há ginecologistas que aguardam até a oitava semana da gestação para iniciar o pré-natal, enquanto que outros preferem começar o acompanhamento logo na quinta semana.

De qualquer forma, mesmo que a grávida opte por iniciar o pré-natal só mais para frente, já é bom começar a pesquisar o médico com que o acompanhamento será feito. Se for possível, visitar mais de um profissional para poder escolher aquele que melhor a acolher. A confiança no médico é muito importante para uma gestação mais tranquila.

Na quinta semana da gravidez a mulher já engorda?

É bastante provável que uma das primeiras questões com que a mulher se depara ao saber da gravidez seja o ganho de peso.

Para as mulheres que apresentavam peso normal antes da gravidez, um aumento de peso entre 11 e 15 quilos durante os nove meses está dentro do que se considera saudável. Caso a mulher esteja abaixo do peso ideal antes da gravidez, o ganho de peso saudável fica em torno dos 15 quilos. Já para aquelas mulheres que estavam acima do peso antes da gestação, o ganho deve ficar em torno dos 9 quilos.

Em qualquer dos casos, o ganho de peso não é necessariamente uniforme durante o período todo da gravidez; por conta dos enjoos, algumas grávidas chegam até a perder peso nas primeiras oito semanas.

Na gravidez deve-se comer por dois?

Não. O bebê é bem pequeno, não precisa da mesma quantidade de alimentos que uma pessoa adulta. Quem come por dois terá, ao fim da gravidez, o dobro do peso do início, o que não é saudável nem para a mãe nem para o bebê. A saúde do bebê não é maior quanto maior for o ganho de peso da mãe; ultrapassado o ganho recomendado, ambos podem ter problemas de saúde, sendo que o bebê não nascerá necessariamente acima do peso, podendo até nascer com peso abaixo do esperado.

A alimentação da mulher grávida deve ser orientada por um profissional da saúde, que analisará cada paciente individualmente.