36 semanas de gestação

Spread the love

Na 36ª semana de gestação, chegamos oficialmente ao nono mês. A partir de agora, o tempo vai parecer passar ainda mais devagar, mas não se deixe enganar: deixe todos os últimos detalhes organizados porque quando você menos esperar, estará com um lindo bebezinho nos braços e seu tempo será exclusivamente dele.

As mudanças no corpo da mamãe na 36ª semana de gestação

  • Tampão mucoso: o tampão é uma substância viscosa que fecha o colo do útero e sua saída indica que o corpo está se preparando para o parto. Porém, muita calma: mesmo após o tampão ser eliminado, o parto em si pode demorar semanas. De qualquer forma, esteja atenta aos sinais de trabalho de parto;
  • Sinais de trabalho de parto: a partir da 36ª semana de gestação, o bebê já não é considerado prematuro. Isso significa que, se você entrar em trabalho de parto, ele já pode nascer sem risco de complicações. Os sinais de trabalho de parto envolvem contrações ritmadas e doloridas, dores lombares e ruptura da membrana que contém o líquido amniótico (“bolsa”);
  • Respiração: até agora, você possivelmente estava sentindo dificuldades para respirar, por causa do tamanho e localização do bebê. Agora que ele está se encaixando, seu diafragma e pulmões ficam mais livres e, assim, a respiração melhora consideravelmente.

Como evitar desconfortos e melhorar a qualidade de vida

  • Pré-eclâmpsia: se você tem problemas com pressão arterial alta, inchaço excessivo nas extremidades e rosto, é possível que seu médico já esteja te acompanhando mais de perto por medo de pré-eclâmpsia. Isso ocorre numa pequena parcela das gestantes e nem todas que incham muito ou têm picos de pressão sofrem com o problema, ok? De qualquer forma, é melhor prevenir do que remediar. Cuide da alimentação, evite o estresse e faça exercícios leves;
  • Telefone de emergência: você precisa se sentir segura a qualquer momento do dia ou da noite e, para isso, precisa ter um número emergencial pelo qual possa entrar em contato com seu médico de confiança a qualquer hora. Se ele não tiver passado, solicite na próxima consulta.

O que está acontecendo com o bebê nessa semana?

  • Tamanho: na 36ª semana de gravidez, seu bebê tem de 46 a 48 cm e pesa entre 2,5 e 2,7kg. Nessas últimas semanas ele ganhará bastante peso, por isso é importante controlar a ingestão de alimentos muito calóricos, evitando que ele nasça GIG (grande para a idade gestacional);
  • Absorção de ferro: no início do pré-natal, seu médico deve ter te orientado a tomar suplementos de ferro. Além disso, você deve apostar em alimentos ricos nesse nutriente, como as leguminosas, carnes vermelhas, tofu, cereais integrais e vegetais verdes, pois é nos últimos meses de gestação que ocorre a maior parte da absorção de ferro no bebê;
  • Gordura subcutânea: nesse ponto da gestação, o bebê já acumulou gordura suficiente para conseguir manter a temperatura na hora e após o nascimento.

O que fazer durante esse período

  • Deixe o quarto pronto: agora que o bebê pode nascer a qualquer momento, você já pode deixar o quarto prontinho para sua chegada, com as roupas de cama e tudo mais. Muito antes disso é provável que acabe acumulando muita poeira, o que pode desencadear alergias. Ah, e cuidado com os bichos de pelúcia! Eles são lindos e fofos, mas precisam ser higienizados com frequência;
  • Converse sobre os tipos de parto: embora você tenha em mente há muito tempo o tipo de parto que prefere, talvez não seja possível realizá-lo. Portanto, é essencial conversar com o médico sobre as possibilidades e procurar por uma segunda opinião, se necessário;
  • Consultas semanais: agora seu médico deve ter passado a agendar consultas semanais para você e será preciso avisá-lo sobre qualquer mudança que ocorra, em especial sangramentos (mesmo que pequenos), dores, corrimentos e saída do tampão mucoso;
  • Ouça música: diversos estudos indicam que, após o nascimento, o bebê se acalma com músicas que ouviu quando ainda estava no útero. Portanto, coloque uma música relaxante e aproveite os últimos momentos grudadinhos.

Dicas para o parceiro nessa semana

  • Visite a maternidade: é provável que vocês já tenham feito isso, mas, caso não, agendem uma. É imprescindível conhecer o local em que passarão alguns dos dias mais importantes de suas vidas;
  • Conheça seus direitos: mesmo que vocês não tenham plano de saúde e o parto seja realizado pelo sistema público, sua parceira tem direito a um acompanhante durante o parto e 12 horas após ele ter ocorrido.

Você não achou que a 36ª semana de gestação chegaria tão rápido, não é? Aproveite muito esses últimos momentos e compartilhe conosco suas experiências nessa reta final!