35 semanas de gestação

Spread the love

Estamos chegando ao final do oitavo mês. Quem diria, hein? Parece que foi ontem que você leu o POSITIVO e agora já está na 35ª semana de gestação. A ansiedade deve estar a mil, diferentemente da sua disposição para sair da cama de manhã. Nós te entendemos. E também garantimos que essa sensação logo dará lugar a um sentimento muito melhor. Venha ver como seu bebê está se desenvolvendo e aproveite para mostrar as dicas para o seu parceiro:

As mudanças no corpo da mamãe na 35ª semana de gestação

  • Tamanho do útero: o bebê já está quase completamente desenvolvido, o que significa que seu útero precisou adequar-se para abrigá-lo. Nessa fase, esse órgão está aumentado mil vezes em relação ao seu volume normal! Ainda levará alguns meses após o parto para ele voltar ao tamanho original;
  • Bexiga solta: você precisa ir ao banheiro de 10 em 10 minutos? Acorda durante a madrugada para fazer xixi? Isso acontece por causa do útero aumentado, que está pressionando a bexiga e diminuindo o espaço dela. Infelizmente não há muito que fazer para melhorar nesse quesito, mas logo o bebê estará em seus braços e o desconforto sumirá.

Como evitar desconfortos e melhorar a qualidade de vida?

  • Para aplacar a ansiedade: é perfeitamente normal que você esteja se sentindo ansiosa, mas não deixe que isso atrapalhe sua rotina e, principalmente, seu descanso! Aposte em chás calmantes, como o de camomila, e solicite orientação profissional se achar que é necessário. O seu bem-estar reflete diretamente no bem-estar do seu bebê;
  • Náusea e desmaio: para evitar que isso ocorra, é essencial não passar muito tempo sem se alimentar, levantar devagar quando estiver sentada ou deitada por muito tempo e usar roupas leves, especialmente durante o verão.

O que está acontecendo com o bebê nessa semana?

  • Tamanho: na 35ª semana de gravidez, o bebê mede em torno de 44 cm da cabeça aos pés e pesa entre 2,4 e 2,6 kg;
  • Desenvolvimento: o bebê ganhará cerca de 30g diárias a partir dessa semana de desenvolvimento, embora possa variar de acordo com os hábitos de vida da mãe;
  • Órgãos: com exceção dos pulmões, que ainda não estão plenamente amadurecidos, todos os órgãos do bebê estão funcionando direitinho. O sistema digestório só estará completo após o nascimento, pois por enquanto o bebê é nutrido pelo cordão umbilical, mas seus órgãos já estão desenvolvidos;
  • Aparência: embora o ganho de peso não esteja completo, o rostinho do seu bebê já está exatamente da forma que será quando nascer. Ultrassonografias 3D permitem ter um vislumbre de como ele será, mas não se engane: ele é muito mais lindo do que parece!

O que fazer durante esse período?

  • Curta os movimentos do bebê: o espaço dele está ficando mais apertadinho. Por isso, o que eram chutes isolados agora passam a ser ondulações com qualquer movimento que ele faça. Algumas posições, como deitar de lado, propiciam sentir esses movimentos deliciosos que durarão apenas mais poucas semanas;
  • Lembrancinhas: se você pretende entregar lembrancinhas para quem for visitá-la nos primeiros dias após o parto e ainda não providenciou, esse é um excelente momento. A partir da semana que vem o bebê pode dar o ar da graça a qualquer momento;
  • Exame Estreptococo tipo B: se o médico não solicitar, pergunte a ele sobre a possibilidade de realizar. É um exame importante para quem deseja o parto normal, pois se as bactérias forem identificadas no exame você precisará tomar antibióticos durante o trabalho de parto para evitar complicações para o bebê.

Dicas para o parceiro nessa semana

  • Informe-se: informação é tudo, e não deve ficar apenas nas costas da mamãe. Entenda os benefícios e malefícios dos tipos de parto, converse com sua parceira sobre a preferência dela, esteja pronto para levá-la para a maternidade a qualquer momento e saiba o que fazer quando o bebê voltar pra casa.

Como está sendo sua 35ª semana de gestação? Tudo certo para a chegada do bebê ou ainda faltam detalhes a serem acertados? Conte pra gente!